Quinta-feira, 12 de Março de 2009

UEP e o 142º Aniversário do COMETLIS

 

 

 

 

Comandante sniper do BES fala pela primeira vez
 
 
Homem que deu ordem durante assalto com reféns deu entrevista à TVI.
 
Os atiradores do Grupo de Operações Especiais da PSP são uma força de elite treinada para nunca falhar o alvo. Uma equipa da TVI acompanhou um exercício da Unidade Especial de Polícia e entrevistou um dos snipers que esteve no assalto ao BES. Na altura, e pela primeira vez em Portugal, um criminoso foi morto por um atirador especial da polícia.
 
No dia 7 de Agosto de 2008,pela primeira vez em Portugal, um sniper eliminou um criminoso na sequência de uma operação táctico-policial. Em sete meses nenhum operacional ligado a esta ocorrência falou à comunicação social, até agora.
 
A decisão foi inédita, polémica mas, segundo o líder dos atiradores, que não se identifica, em nada alterou o comportamento do homem que premiu o gatilho.
 
«Eu acho que o atirador ficava com maior peso na consciência se por acaso algum dos reféns tivesse sido abatido por um dos criminosos», afirma o comandante dos atiradores especiais da PSP, acrescentando que «o atirador não teve acompanhamento psicológico» depois de ter disparado a matar no assalto ao BES.
 
Não é fácil fazer parte desta elite das forças de segurança. Um sniper da Unidade Especial de Polícia é um homem equilibrado, calmo, ponderado que respeite a lei e as ordens do seu comandante. «A ordem é perfeitamente legítima e o atirador não tem outro remédio senão disparar», acrescenta o comandante.
 
Estes homens são treinados para nunca falharem o alvo, mesmo que o alvo esteja a poucos metros de outra pessoa. Em termos operacionais, os snipers trabalham em binómios. Para o mesmo alvo há sempre dois homens armados e outros dois a dar informações que ajudam o atirador quando faz o disparo.
 
Veja aqui a entrevista dada em exclusivo à TVI
 
 
 

Dia do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP

Comemorou-se hoje (11Mar2009) na cidade de Loures, o 142º aniversário do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS) da Polícia de Segurança Pública (PSP), sob o lema “A Polícia ao Serviço do Cidadão” – Programa Integrado de Policiamentos de Proximidade.


A cerimónia, presidida pelo Ministro da Administração Interna, Rui Pereira, e à qual assistiram os Secretários de Estado Rui Sá Gomes e José Miguel Medeiros, a Governadora Civil de Lisboa, Dalila Araújo, o Presidente da Câmara Municipal de Loures, Carlos Teixeira e o Director-nacional da PSP, entre numerosos convidados, iniciou-se com uma Sessão Solene onde foi exibida uma apresentação acerca do dispositivo, meios e acções da PSP no distrito de Lisboa.


Na sua intervenção Rui Pereira destacou a dedicação e o profissionalismo dos homens e mulheres que servem no distrito sublinhando o esforço desenvolvido pelo Governo e, em particular, pelo Ministério da Administração Interna no sentido de dotar a força com os meios materiais e humanos indispensáveis à prossecução do cumprimento da missão da PSP como garante da ordem e paz públicas, na defesa da liberdade e segurança dos cidadãos.


No Parque da Cidade de Loures, onde decorreram as comemorações, os convidados e a população em geral visitaram a Exposição Estática de Meios Policiais bem como a exposição fotográfica “A Polícia ao Serviço do Cidadão”.

 

Fonte: MAI

:
publicado por @k às 23:15
| comentar | favorito

Muita atenção......

Experts on the move: Be vigilant!

Experts on the move: Be vigilant! www.sonakar.com Thx to the sender

Publicado por Sonakar.Com em Domingo, 1 de Novembro de 2015

Notícias....

free counters

O TEMPO QUE PVA

Nota:

Algumas das imagens e textos utilizados no Por Vezes Acontece.... são provenientes de várias fontes, designadamente, orgãos de comunicação social, sites, blogues e motores de busca, e sempre que possível com a identificação do seu autor. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo, comunique-me por favor [porvezesacontece@gmail.com] e o mesmo será prontamente retirado. Por Vezes Acontece .... agradece desde já a atenção dispensada.