Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

por @k, em 23.11.09

 

 

             

 

Crime

PJ dá formação a polícias venezuelanos sobre tráfico de droga e sequestros

 

Oito polícias venezuelanos vão, durante uma semana, receber formação na área da negociação em sequestros e no combate ao tráfico de droga por via área na Escola da Polícia Judiciária, em Loures, Lisboa

 

Cinco oficiais da Guarda Nacional da Venezuela e três inspectores da divisão contra sequestros e extorsão do Corpo de Investigação Científica, Penal e Criminalista (CICPC) vão realizar exercícios teóricos e simulacros na área da negociação em sequestros e vão visitar a área de segurança da alfândega do aeroporto de Lisboa.

  

Para o director nacional da PJ, Almeida Rodrigues, «a troca de experiências e saberes promovida por estas acções é cada vez mais útil» devido à«globalização dos fenómenos criminais» e às«ligações cada vez mais estreitas entre a economia e o crime».

 

Também o embaixador da Venezuela em Portugal, Lucas Rincón, se congratulou com o «fortalecimento técnico» dado pela formação, admitindo que o seu país «é uma porta de saída de droga da América do Sul e Portugal uma porta de entrada», por via área.

 

Actualmente, existem 34 venezuelanos detidos em Portugal por tráfico de droga, contra os 180 que havia em 2006.

Assumindo que tráfico de droga é um dos crimes mais problemáticos, o embaixador explicou que o seu combate é muito dificultado pela fronteira de mais de 2200 quilómetros com a Colômbia.

 

«É muito difícil controlar a fronteira com a Colômbia, é inóspita, tem mato e selva», disse Lucas Rincón, revelando que «85 por cento dos efectivos da guarda nacional estão espalhados pelas centenas de postos fronteiriços».

O combate por via área é feito através de scannares humanos colocados nos aeroportos venezuelanos.

 

Quanto aos sequestros, segundo o embaixador ocorrem mais de 400 por ano e existem 510 elementos policiais especialistas neste tipo de crime, que desde há seis meses tem legislação específica.

Segundo fontes da comunidade portuguesa na Venezuela, pelo menos 130 portugueses foram sequestrados desde Janeiro naquele país.

 

Os sequestros afectam tanto venezuelanos como estrangeiros, de diferentes estratos sociais, e, segundo as autoridades, em alguns casos têm a participação de polícias no activo e de pessoas com sotaque colombiano.

 

Fonte: 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:25



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D