Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

Polícias terão mais formação

sobre violência doméstica

 

O Governo pretende intensificar no próximo ano as ações de formação com as forças de segurança no que respeita à violência doméstica de modo a que as queixas das vítimas não sejam desvalorizadas. "O que ouvimos dizer é que é preciso que as polícias tivessem uma formação mais alargada e maciça de modo a que as queixas das vítimas não sejam desvalorizadas", afirmou a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, na cerimónia de encerramento das Jornadas Nacionais Contra a Violência Doméstica, em Lisboa.

Nesse sentido, adiantou, o objetivo é "intensificar no próximo ano as ações de formação com as forças de segurança", em parceria com o Ministério da Administração Interna.

 

Em declarações aos jornalistas, Teresa Morais adiantou que "há três áreas que estão identificadas como prioritárias: formação de polícias, ações nas escolas e na área da saúde".

 

A governante afirmou que "o país falhou na educação a diversos níveis nos últimos anos", considerando que "a escola é um elemento sinalizador muito importante, um meio privilegiado para identificar sinais de violência".

 

Em relação aos profissionais de saúde, acrescentou, o objetivo é preparar médicos e enfermeiros "para reconhecerem os sinais de violência doméstica".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47

BURLA NA INTERNET - VÍRUS

por @k, em 21.10.12

Aviso que aparece no computador 'infetado', supostamente da PSP (no quadrado a  negro no topo superior esquerdo da imagem é mostrada a cara do utilizador, uma  vez que a webcam do computador é ativada)

 

Burlões usam imagem da PSP, Multibanco e Correios          

Internautas são levados a pagar para um desbloqueio do computador desnecessário.

O pior é que emitem meios de pagamento utilizáveis em todo o mundo.

 

Os computadores com ligação à Internet estão a ser atacados de  um vírus que bloqueia os equipamentos, faz crer que se trata de um procedimento  da PSP e induz os utilizadores a pagaram 100 euros através de meios eletrónicos - para esse efeito apresenta os logos do Multibanco e dos CTT.

O objetivo dos burlões, além de quererem obter dinheiro  rapidamente, é a obtenção de 'vouchers' que podem ser utilizados em todo o  mundo, explicou ao Expresso fonte dos Correios. A PSP emitiu hoje um comunicado  na internet a alertar para esta burla, no sentido de minimizar potenciais  burlados.

Este tipo de ataque de vírus é recorrente, e tem aparecido por  vagas, diz Sérgio Magno, chefe de redação da revista "Exame Informática" que  explica: "É uma prática comum que tenta concretizar o 'rapto' de um computador e  induz a um pagamento eletrónico para desbloquear o computador alvo do  ataque".

"Estes vírus utilizam nomes de instituições credíveis - bancos,  o IRS, a PSP - e induzem as pessoas a fazerem pagamentos por meios eletrónicos  credíveis, recorrendo à imagem de redes bem conhecidas dos portugueses, como o  Multibanco ou os Correios-CTT", refere Sérgio Magno.

"Nas situações mais conhecidas, os computadores que centralizam  estas burlas informáticas estão sediados em países africanos, mas é difícil  atuar legalmente, de forma eficaz, para conseguir ressarcir os lesados",  considera.

Burlões não escolhem nacionalidade

A burla, que pode induzir ao pagamento de 100 euros através de  meios eletrónicos e está afetar a rede portuguesa, é praticada através de um  vírus informático que bloqueia os computadores, apresenta-se em forma de alerta,  identificando-se com sendo de um departamento de combate ao cibercrime da PSP,  que a emitiu para declarar a deteção de uma atividade ilegal no computador em  causa.

 

"Esta burla informática apela a um pagamento que pode ser feito  através de 'vouchers' adquiridos previamente, que servem para realizar  pagamentos na Internet e são emitidos por empresas especializadas, de que são  exemplos a Ukash e a Paysafecard", disse ao Expresso fonte oficial do grupo  CTT.

Em Portugal, estes meios de pagamento podem ser adquiridos em  vários locais, como por exemplo nas estações de Correio, nos agentes Payshop ou  nos caixas Multibanco. Estes 'vouchers' são equivalentes a meios de pagamento à  ordem, são moeda eletrónica".

Introduza o PIN...

Acontece que, "quando a pessoa que é objeto de burla, depois de  adquirir o 'voucher', introduz o PIN individual no referido site, está a  dar, sem o saber, a possibilidade ao burlão de usar esse 'voucher' em compras online, em sites que os aceitam", referem os CTT.

 

"Neste tipo de situações, o próprio utilizador tem um papel  importante, devendo tentar confirmar com as autoridades policiais, as entidades  financeiras ou na própria Internet a veracidade destes pedidos de pagamento",  aconselham os Correios, comentando que, "como em situações de fraude no mundo  físico, a informação e a cautela são sempre bons conselheiros".

 

No entanto, depois de ser efetuado a emissão do 'voucher',  concretizando o pagamento, o indivíduo burlado tem muita dificuldade em  conseguir anular a emissão do pagamento. Explicam os Correios que "a deteção  destas situações é dificultada porque o uso final do 'voucher' não é do  conhecimento de quem disponibiliza esse instrumento, uma vez que os 'vouchers'  são meios de pagamento basicamente semelhantes ao dinheiro em espécie que se  levanta num banco".

 

Os CTT dizem estar "sempre disponíveis para colaborar com  quaisquer entidades, incluindo autoridades policiais, de modo a desmantelar este  tipo de situações e também a contribuir para a literacia informática da  população".

Ataques esta semana

No comunicado emitido pela PSP, é referido que "nos últimos  dias estão a ser disseminados pop ups com o logótipo da PSP (Direção  Nacional) e com instruções para pagamento", por suposta violação da lei de  "direitos de autor e direitos adjacentes" e ou por divulgação de "conteúdos  pornográficos proibidos".

Refere o comunicado da PSP que estes ataques informáticos,  "além de conterem uma identificação gráfica mais credível e cuidada, possuem  ainda indicadores que induzem os utilizadores em erro, ativando inclusive a webcam do PC, levando o utilizador a acreditar que está a ser  monitorizado.

 

Os utilizadores são ainda informados que os atos praticados  constituem um crime ou uma contra ordenação punível com 'multa', sendo intimados  a procederem a um pagamento monetário para desbloquearem o computador".

Como se livrar do vírus burlão

O próprio comunicado da PSP dá indicações sobre o procedimento  que deve ser seguido para eliminar estes vírus. Sugere que o utilizador do  computador pessoal deve entrar no computador em "Modo de Segurança" e a seguir  deve abrir o menu iniciar\todos os programas\arranque.

 

"Aqui encontrará um atalho para um ficheiro executável, cujo  nome é constituído por um grupo de números e letras e que terá que ser  eliminado", refere ainda, aconselhando os passos seguintes para proceder à sua  eliminação:

 

 "aceder a C:\Documents and Settings\nome do utilizador\Menu  Iniciar\Programas\Arranque (no caso do windows XP)ou C:\Users\nome do  utilizador\Menu Iniciar\ Programas\ Arranque (no caso do windows 7)".

 

Diz a PSP que "nesta pasta deverá remover o ficheiro atrás  referido.

 

Após a remoção do ficheiro, deverá voltar a: menu iniciar\todos os  programas\arranque, deverá selecioná-lo com a tecla direita do rato e  eliminá-lo. Poderá iniciar agora o seu computador normalmente", remata o  comunicado da polícia.

 

Fonte:

 

{#emotions_dlg.ninja}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00

CRIMINALIDADE - REUNIÃO

por @k, em 18.12.11

  

 

MAI reúne-se com PSP, GNR e Secretário Geral de Segurança

 

 

por

O Ministro da Administração Interna vai reunir-se segunda-feira com o Secretário Geral de segurança Interna, o diretor da PSP e o comandante da GNR e tomar medidas contra a criminalidade em Portugal.

 

Fonte do gabinete de Miguel Macedo disse à Lusa que a reunião realiza-se às 12:30 com o juiz Antero Luís, o director da PSP Guedes da Silva e o comandante da GNR Newton Parreira. O objectivo do encontro será avaliar um conjunto de situações relacionadas com a criminalidade, entre elas o roubo em ourivesarias, o roubo de cobre, carjaking e a destruição de pórticos, nomeadamente na A22, algumas de cariz violento.

 

No final da reunião, Miguel Macedo irá anunciar aos jornalistas o resultado da reunião.

 Fonte:

 

 


 
PVA....
 
Assiste-se diariamente a um crescendo de actos criminosos perpetrados em Portugal, quer seja contra o património quer contra as pessoas.
Urge a tomada de decisões céleres e correctas, e  que as mesmas combatam eficazmente a criminalidade existente e possam devolver rapidamente o sentimento de segurança á população.
Aguarda-se ansiosamente o desfecho desta reunião e o anúncio das medidas a aplicar.
 
{#emotions_dlg.ninja}
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:17

 

  

Resolução da Assembleia da República n.º 32/2011

 

Assembleia da República

 

Recomenda ao Governo a adopção de medidas de combate e prevenção dos assaltos a ourivesarias

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:33

 

 

Ao longo deste ano o site do CM vai acompanhar todos os homicídios ocorridos em Portugal e recordar as circunstâncias em que as vítimas do tipo de crime mais irreversível perderam a vida.

  

 


  

 

PVA...

 

Excelente Trabalho disponibilizado pelo   

Para acompanhar e adicionar nos Favoritos.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:48

São vários os estudos que apontam a família como o local onde existe maior violência, mais do que em qualquer outro meio social. Vinte e cinco por cento da criminalidade registada ocorre no seio da família, percentagem que tenderia a aumentar se toda a violência que aí ocorre fosse denunciada. Contudo, trata-se de uma violência secreta e silenciada, que escapa ao controlo público e acerca da qual não se tem o costume de falar. Neste quadro, só as violências mais atrozes e visíveis, como por exemplo o homicídio, são detectadas. De um modo geral, estima-se que de um quarto a um terço das mortes por homicídio ocorrem no seio da família, não só nos EUA mas também em países europeus e de Leste, o que reforça o risco de ser poder ser morto mais no seio da família do que no interior de outro grupo social qualquer.

 

 

 

 

 


 

PVA....

 

Uma leitura que nos ajuda a compreender um pouco melhor o fenómeno....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:45

PVA.... ESTÁ DE LUTO

por @k, em 01.12.09

 

        

 

 

 

Montemor-o-Velho

Homem mata mulher e militar da GNR a tiro

Publicado em 29 de Novembro de 2009

 

 

Um homem de 41 anos matou hoje a tiro a mulher, que se encontrava dentro de uma ambulância, e um militar da GNR em Montemor-o-Velho, distrito de Coimbra, disse à agência Lusa fonte da corporação.

O comandante do Destacamento da GNR de Montemor-o-Velho adiantou à agência Lusa que um segundo militar foi baleado na anca, encontrando-se hospitalizado mas livre de perigo.

Segundo o alferes Nogueira, a mulher “com sinais de agressão” apresentou queixa contra o marido por violência doméstica esta manhã no posto da GNR de Montemor-o-Velho, tendo os militares de serviço chamado uma ambulância para que fosse observada no Instituto de Medicina Legal. “A mulher ainda arrancou na ambulância mas o condutor foi obrigado a regressar ao posto da GNR por ameaça do marido que seguia no seu encalço”, explicou o oficial.

Foi já com a ambulância parada junto ao posto da GNR que o agressor terá disparado uma caçadeira contra a mulher, atingindo-a mortalmente.

Detido pelos militares do posto, o homicida foi revistado no interior das instalações onde, de acordo com o alferes Nogueira, terá sacado de um revólver e atingido os dois militares.

 

 Fonte: Ionline

  

 

(Nota à Imprensa da APG/GNR)

 

 

PVA....

Está de Luto.

Quando morre um profissional no exercício do seu dever, este espaço tal como toda a sociedade, ficam tristes e mais pobres.

Á Família enlutada e aos colegas que privaram de perto com o malogrado camarada, PVA.... apresenta as mais sentidas condolências.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:52

 

 

 

 

 

Lei n.º 104/2009. D.R. n.º 178, Série I de 2009-09-14

Assembleia da República

 

Aprova o regime de concessão de indemnização às vítimas de crimes violentos e de violência doméstica

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:10


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D